Comunicado do Presidente da Direção Vítor Murta

Boavista FC

Dirijo-me, desta forma, para esclarecer às minhas famílias – à família de sangue e à família Boavisteira – as difamações escritas e ditas sobre a minha conduta e ética.

Todas as mentiras ditas e escritas, nestas últimas horas, terão o tratamento adequado, nos locais próprios, com todos os meios legais à minha disposição.

Nunca tive, nem tenho nenhuma relação formal ou informal com qualquer empresa de eventos, muito menos que detenho alguma empresa de eventos, como foi escrito de forma leviana e irresponsável . A única relação que tive, foi sempre no exercício das minhas funções, no Boavista. Aliás, o início da relação comercial tida entre o Boavista e as ditas empresas é anterior à minha entrada no Boavista Futebol Clube.

Só por pura maldade e maledicência se pode conjeturar que algum dia tirei um qualquer proveito económico, desde que assumi este enorme desafio e honra que é servir o clube do meu coração.

O Boavista não é o alvo visado nestes processos e a minha constituição como arguido – não confundir com suspeito – ocorre pela posição que ocupo e para servir as autoridades com todas as informações que necessitem, coisa que fizemos sem hesitação desde o dia de ontem.

Apesar das inúmeras mentiras e invenções que vêm vinculadas na comunicação social (que existem apenas no imaginário de quem desconhece em absoluto os factos em causa) e por mais que queiramos esclarecer os nossos associados, e demais curiosos, em nossa defesa, não podemos revelar os termos de um processo que está a decorrer.

Pedimos, então, paciência e que confiem que a verdade será em breve restaurada. Uma vez mais, é necessária união. A força dos Boavisteiros é o que me ajudará a mim, e acima de tudo ao nosso Boavista, a enfrentar tudo isto e a repor o nosso bom nome.

Presidente da Direção
Vitor Murta