Reggie Cannon conquista a Liga das Nações CONCACAF; Alberth Elis em grande destaque

Reggie Cannon conquistou a Liga das Nações CONCACAF ao serviço dos Estados Unidos da América, ao vencer (3-2) a seleção do México, em Denver, no prolongamento de uma final emocionante.

Durante o tempo regulamentar, os golos dos americanos foram marcados por Giovanni Reyna e Weston McKennie, enquanto que Jesús Corona e Diego Lainez foram os marcadores de serviço da seleção mexicana. Com o resultado equilibrado ao fim de 90 minutos, a decisão viria a ser adiada para a meia hora extra.

Foi então que Reggie Cannon entrou em campo, já no decorrer do prolongamento, com o resultado ainda empatado, tendo contribuído para o ataque final dos Estados Unidos, que viria a conquistar a primeira edição do troféu através de uma grande penalidade convertida por Christian Pulisic.

Por sua vez, as Honduras, de Alberth Elis, disputaram o encontro relativo aos 3.º e 4.º lugares, tendo levado a melhor sobre a Costa Rica (2-2, com 5-4 nas g.p.), com o desfecho a ser resolvido nas grandes penalidades, após um empate a duas bolas no tempo regulamentar.

O avançado boavisteiro marcou o segundo golo da seleção “Bicolor” aos 80 minutos, que poderia ter decidido a partida, mas a Costa Rica viria a empatar novamente já perto do apito final. As equipas seguiram para a decisão através da marca dos onze metros, onde as Honduras foram mais certeiras, com Elis e Jorge Benguché (entrou no decorrer do jogo) a converterem os respetivos penáltis e a serem fundamentais para a conquista de um lugar no pódio.

Alberth Elis foi mesmo considerado um dos grandes destaques da primeira edição da Liga das Nações CONCACAF, depois de ter apontado três golos e feito duas assistências nos cinco jogos realizados ao longo da competição.