Bracali renova por mais uma temporada

O Boavista FC informa que chegou a acordo com Bracali para a renovação do contrato que se prolonga agora até ao final da época de 2022/23. O guarda-redes e capitão de equipa prepara-se, deste modo, para cumprir a quinta temporada ao serviço do Clube.

“Estou muito feliz e orgulhoso por ter a oportunidade de continuar a representar este grande Clube. Quero agradecer ao presidente Vítor Murta pela confiança que depositou em mim. Prometo continuar a defender todos os dias a mística do Boavista FC”, começou por afirmar Bracali, que continua a ser o jogador com o recorde de jogos consecutivos na I Liga (104).

“Num determinado momento desta época, sobretudo quando deixei de jogar de uma forma que eu considerei injusta, falei com a minha família e disse-lhes que este seria o meu último ano. No entanto, optei por continuar pelo menos mais uma época, muito por influência de duas pessoas, o presidente Vítor Murta e o mister Petit. O presidente falou comigo e não lhe podia dizer que não; ele pediu-me para continuar a transmitir os valores do Boavista FC aos mais novos, para continuar a passar, no balneário, a importância e a responsabilidade que é representar o Boavista FC. Não podia dizer que não ao presidente! Há também uma aposta vincada do Clube na formação, nos jogadores mais novos, que é também uma ideia bem vincado no Petit, e, nesse sentido, continuarei a estar sempre disponível para ajudar no que for preciso”, prosseguiu.

Na sequência da conversa, Bracali prometeu que continuará a dar tudo pelo Boavista FC, dentro e fora de campo. “Este ano provei que era capaz de jogar aos 40 anos, mas também senti que era importante no dia a dia da equipa. Na altura da pandemia, quando não havia público nos estádios, e mesmo sem estar a jogar com regularidade, percebi que os boavisteiros confiavam muito em mim. Era quase como se eu os representasse, porque eles não podiam estar nas bancadas. Eu tinha essa responsabilidade, a de transmitir aos outros jogadores, pela minha experiência, o que representa ser do Boavista FC. Naquela altura sentimos muito a falta dos nossos adeptos no estádio e basta ver a diferença de resultados no Bessa de um ano para o outro. Agora, com eles, tudo fica mais fácil e, nós, jogadores temos de continuar o nosso trabalho, para fazer o Clube crescer a cada dia que passa. Tenho a missão de ajudar no dia a dia do Boavista FC e sinto-me um privilegiado por continuar a fazer o que mais gosto no Clube que adoro”, explicou o guarda-redes, que já participou em 330 jogos em Portugal (mais de 500 na carreira), dos quais 28 ao longo desta temporada.

Bracali, que completa 41 anos no próximo dia 5 de maio, ainda não pensa no final da carreira. “Não sei se este será o meu último contrato, o que sei é que estou com a mesma vontade e paixão do primeiro dia. Não posso dizer que me sinto uma referência do Boavista FC, porque referência são aqueles que conquistaram títulos pelo Clube. O Boavista FC é um dos grandes em Portugal e eu quero contribuir para que o Clube volte, de uma forma sustentada e equilibrada, a ganhar títulos no futuro. Este ano estivemos perto da final da Taça da Liga e o objetivo passa por conseguirmos lá chegar dentro de pouco tempo. É para isso que estamos todos a trabalhar no Clube”, afirmou o capitão do Boavista FC, que é o segundo jogador com mais idade a jogar na história da I Liga, logo a seguir a Quim, antigo internacional português, que fez o último jogo com 42 anos, dois meses e um dia.